quarta-feira, 3 de junho de 2009

Em terapia


.....Um impulso irresistível a levara a aproveitar daquela tarde deliciosa. Uma intimidade mascarada, insuflada pelo talento de ambos para conversação. Ela revelara todos os seus segredos. Agora já não sabia se deveria ter feito, mas não iria pensar nisso agora.
.
....Como não sabia como dizer aquilo que ela própria desconhecia, preferiu ser direta. Como sempre fora. Havia pressa. Tanta coisa para dizer e tantas coisas poderiam acontecer.
.
.....Gostaria de viver aquilo tranquilamente e intensamente. Mas poderiam surgir ali sentimentos de ciúmes e isso não lhe parecia algo positivo.
.
.....Mas tudo bem, um roteiro seria escrito, depois repassado, corrigido, reescrito, cenas cômicas seriam acrescentadas, e assim seria, como num possível caso de amor romântico. Tudo terminaria bem, ela precisava acreditar nisso. Seria uma experiência válida.
.
.....Como na vida de escritores. Uma vida com alguns erros, contraindo algumas depressões, para depois colher os frutos e escrever um novo livro.
.

16 comentários:

Laila disse...

Gosto muito dos seus minicontos.
Sempre indefinidos, abertos às mil interpretações que o olhar pessoal de cada um pode dar.

J. Araújo disse...

Barbarella minha amiga, se é que posso chama-la assim. Gosto do seus contos, sempre divertidos, sempre terminando com um ar de mistério no ar.

Ah, vc ta me boicotando né,(rsrsrs) estou sentindo falta de seus cometários

Franzé Oliveira disse...

A vida prega peças na gente
A vidas desenha contornos sinuosos
A vida é para ser vivida...
O que é um erro?

Bjos com ternura.

nathalya disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nathalya Carvalho disse...

"...para depois colher os frutos e escrever um novo livro."

Parabéns pelas palavras, pelo blog e pela inspiração!

Voltarei mais vezes!

Bjs

Varotto disse...

Oi...

Barbarella disse...

Oi...

Dalleck disse...

Caramba, eu nunca sei o que comentar...
Estou prevendo um best-seller de contos da Barbarella (esse nome é bom: "contos da Barbarella")

Varotto disse...

Na falta de coisa melhor para comentar, e munido da maior cara-de-pau que pude conseguir, deixei só o meu "Oizinho" sem graça e acabei me arrependendo dessa pequenez (principalmente agora que notei sua reposta tão imediata).

Mas você veja só agora: voltei e já gastei muitas linhas, embora ainda não tenha dito nada aproveitável. Mas o que é enrolar afinal???

Enrolar pode ser tentar escrever o mínimo usando o máximo de espaço e tempo possível. De tempos em tempos, mas não sempre (porque pode ficar muito cansativo) pode ser usada a técnica da meta-enrolação, da qual eu resolvi lançar mão agora.

Mas o que é afinal a meta-enrolação???

Parênteses:

(o uso de perguntas retóricas desnecessárias é extremamente útil na lida do preenchimento máximo de espaço. E nunca subestimem o uso de mais de um ponto de interrogação ao seu final, o que pode fazer uma grande diferença a considerar o número de perguntas retóricas desnecessárias)

Parênteses dentro dos parênteses:
(( a repetição de expressões longas como o "número de perguntas retóricas desnecessárias" acima também pode ser de extrema valia.))

Parênteses adicionais:

(o uso de explicações em parênteses também pode ser útil para cumprimento do objetivo em epígrafe. Assim como o uso de palavras como "epígrafe")

E, por último, meta-parênteses:
(Depois da última reforma ortográfica, a palavra parênteses ainda tem é acentuada?)

OBS. (que é diferente de "parênteses"): Nesse ponto você já esqueceu completamente sobre o que falávamos, então vamos recapitular: a meta-enrolação. Fim da OBS.

Mas, como se dizia, a meta-enrolação consiste em usar a própria enrolação, como estabelecida anteriormente, para explicar o processo de enrolação. Método extremamente útil no desenrolar (?!?) do texto.

Eu poderia continuar esse texto por páginas e mais páginas, mas imagino que isso poderia me tornar "persona non grata" por aqui e ter meus comentários bloqueados, coisa que, de forma alguma, estaria entre meus objetivos.

Enfim, como se termina no burocratês, tão afeito à enrolação, deixo aqui protestos de elevada estima e consideração.

P.S.: Se você conseguiu chegar até esse ponto do texto, me desculpe pela enrolação, mas, acredite, eu não fazia a mais remota idéia de onde esse comentário ia parar quando comecei...

Barbarella disse...

abrirei mão da meta-enrolação...

você me deixou literalmente sem palavras... por isso a demora para comentar seu comentário.

Você é especial.

POsso dizer que só por conhecer pessoas como você, já compensou ter criado um blog.

**

Varotto disse...

Agora quem ficou sem palavras fui eu...

...

...

...

Marina disse...

Fico imaginando que não seria uma boa escritora. Não saberia escrever em dias em que, não a inspiração, mas o bom humor não chega.

Como sempre, belas palavras, Barbarella.


P.S.: O Varotto fez daqui o seu blog. Quase comento o "post" dele.

Varotto disse...

Ops! A intenção (de verdade mesmo, eu juro!) não era essa.

Tenho de tomar cuidado, ou um dia ainda acabo banido...

Barbarella disse...

Espero que a sua inteção seja a de sempre estar por aqui...

e banido? jamais.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

be disse...

華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,